Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
HomeVida Social no IslãFormas De Falar e Expressões Que Os Muçulmanos Devem Evitar

Formas De Falar e Expressões Que Os Muçulmanos Devem Evitar

No Alcorão, que é a principal fonte do Islam, e em outras fontes confiáveis, tem sido repetidamente declarado como os muçulmanos devem falar e que tipo de discurso eles devem evitar [1]. É também mencionado que as palavras que saem da boca podem levar uma pessoa ao Paraíso ou ao Inferno: “O servo (às vezes) pronuncia uma palavra que é por consentimento de Allah sem prestar atenção, e Allah eleva seu posto no Paraíso por causa disso”.

“Algumas vezes o muçulmano profere uma palavra que causa o desagrade Allah sem prestar atenção no que foi dito, então Allah o joga no inferno por setenta anos”. [2] Além disso, na tradição islâmica, acredita-se que existam anjos que observam e gravam tudo o que uma pessoa faz. [3]

Estes anjos também registram as palavras que saem da boca de uma pessoa a cada momento. Os seres humanos devem ser responsáveis perante seu Criador, outras pessoas e com o corpo que lhes foi confiado, bem como não ser ociosos e não reclamar. O Profeta Muhammad (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) disse: “Quando o filho de Adão chega pela manhã, ele saúda todos os seus órgãos e a língua e diz: Temei a Allah a nosso respeito”. Porque estamos sujeitos a ti; se estiveres na direção, estaremos na direção; se te desviares, desviar-nos-emos também”! [4]

A forma como se fala pode levar uma pessoa ao desastre e isso certamente deve ser evitado. Para isso, existem muitas recomendações no Alcorão e nos ahadith, como nos exemplos abaixo:

-Mentira: O Profeta Muhammad (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) frequentemente enfatizava o uso da verdade: “Um muçulmano é aquele cuja de sua língua e suas mãos outros muçulmanos estão a salvos”. [5]

Através destas palavras, ele considerou a veracidade como uma das características de uma pessoa muçulmana. Além disso, é ordenado no Alcorão: “Ó vocês que acreditam! Temei a Allah e dizei as palavras verdadeiras para que Allah torne justos os vossos atos e perdoe os vossos pecados”.[6]

-Fofoca: Sobre a fofoca, é relatado através da seguinte conversa entre o Profeta Muhammad (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) e seus companheiros [7]: O Profeta Muhammad perguntou a eles: “Vocês sabem o que é fofoca? Eles disseram: ‘Allah e Seu Mensageiro sabem melhor’. O Profeta disse: ‘A fofoca é lembrar seu irmão muçulmano com algo de que ele não gosta’. Perguntaram-lhe: ‘O que você acha se a dita vergonha está em meu irmão?’ ‘Se ele tem o que você disse, você fala mal; se não, você o difamou”. [8]

Ao dizer, “é suficiente que uma pessoa relate tudo o que ouve como uma mentira”[9], o Profeta Muhammad (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) também nos lembra que as pessoas podem se enganar quando elas ouvem algo, ou até mesmo o narrador de algum acontecimento pode transmitir suas palavras incorretamente. Para impedir que esse ambiente de maledicência ocorra, o Profeta Muhammad (que a Paz e Bênçãos ) disse: “Quem defende a castidade e a honra de seu irmão muçulmano contra aqueles que o difamam, Allah o protegerá do inferno no Dia do Juízo”.[10].

– Falar excessivamente e conversas vazias: Pessoas que falam muito às vezes correm o risco de exagerar e fazer as coisas parecerem diferentes do que são. Às vezes, o silêncio é mais eficaz do que falar. Os companheiros do Profeta (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) disseram que ele não falou mais do que o necessário. O Profeta também alertou sua ummah a respeito de conversas vazias: “Quem acredita em Allah e no Último Dia deve falar bem ou permanecer em silêncio”. [11] No Alcorão, os crentes são referidos como “Aqueles que se afastam de palavras e ações vazias”. [12]

O Profeta Muhammad  (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele)  também alertou sua ummah ao dizer que: ” falar demais sem lembrar de Allah endurecerá o coração, e aqueles de coração duro estão mais longe d’Ele [13]”. Além disso, exceto para aqueles que encorajam o bem, proíbem o mal ou se lembram de Allah, cada palavra proferida trará dano, não benefício, para a pessoa que falou”.

-Calúnia: Acusar alguém de algo que ele não fez é calúnia. O incidente no qual o Profeta Muhammad (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) contou a calúnia como um dos sete pecados significativos é relatado a seguir: O Profeta disse uma vez: “Cuidado com as sete coisas que levam à destruição!” Os Companheiros perguntaram: “Ó Mensageiro de Allah, o que são essas coisas? O Mensageiro de Allah (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) respondeu: Atribuir parceiros a Allah, o feitiço (ou magia), matar alguém pelo qual Allah proibiu a não ser por justo motivo, os juros, consumir os bens do orfão, abandonar a batalha diante do inimigo e acusar por adúlteras as crentes livres e castas.” [15]

Além disso, no Alcorão, esses versículos chamam a atenção para a importância do assunto, por exemplo: “Quem comete um erro ou um pecado deliberadamente e culpa uma pessoa inocente, cometeu um grande crime e um pecado manifesto.” [16] Eles estão sobrecarregados com o peso do pecado.” [17]

– Contar histórias deliberadamente: Quando uma pessoa passa adiante um evento que ouviu de alguém para outro sem investigar a exatidão da notícia ou sem saber se a pessoa ficará feliz em ouvi-la, ela carrega uma palavra. Esta situação pode ser perigosa, pois ela carrega o risco de promover a discórdia entre as pessoas e isso não é bem-vindo no Islam. O Profeta Muhammad (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) disse: “Deixar de lado os assuntos que não lhe diz respeito é sinal de que a pessoa é um bom muçulmano”[18].

Por fim, muitas outras recomendações sobre as formas de falar e coisas a serem evitadas também são explicadas no Alcorão e nos hadiths. Pensar antes de falar [19], falar coisas boas[20], não falar alto [21], não gritar (usando palavras desnecessárias)[22], não zombar[23] enão jurar[24].


[1] “Diga aos meus servos que digam a melhor palavra!” (Isra/53). “Quem me prometer proteger sua castidade e castidade com a língua entre as duas mandíbulas, Eu lhe prometo o paraíso.” (Bukhari, Rikak, 23)

[2] Bukhari, Rikak 23; Muslim, Zuhd 49; Tirmidhi, Zuhd 10

[3] “Nenhuma palavra que uma pessoa pronuncia sem ter um observador ‘vigilante’ pronto ‘para anotá-la’.” (Qaf/18)

[4] Tirmidhi, Zuhd 61

[5] Muslim, Faith, 65

[6] Al-Ahzab/70-71

[7] Companheiros: Uma pessoa que viveu no tempo do Profeta Muhammad e obteve ensinamento dele.

[8] Muslim, Birr 70. See also. Abu Dawud, Adab 35;Tirmidhi, Birr 23

[9] Muslim, Muqaddimah 5

[10] Tirmidhi, Birr 20

[11] Tirmidhi, Doomsday 51, Bukhari, Adab, 31, 85

[12]Mu’minun /3

[13] Tirmidhi, Zuhd 62

[14]Tirmidhi, Zuhd 63

[15]Bukhari, Vasaya, 23; Tib, 48; Hudud, 44; Muslim,

Iman, 145

[16]Nisa/112

[17]Al-Ahzab/ 58

[18] Tirmidhi, Zuhd, 11

[19] Bukhari, Rikak, 23

[20] Muslim, Zakat, 68

[21] Luqman/19

[22] Abu Dawud, Adab, 94

[23] Al- Humazah/1

[24] Muslim, Birr 68; Tirmidhi, Birr 51