Free Porn





manotobet

takbet
betcart




betboro

megapari
mahbet
betforward


1xbet
teen sex
porn
djav
best porn 2025
porn 2026
brunette banged
Ankara Escort
HomePerguntas críticasA Luta Pela Causa De Allah (Jihad) No Islam

A Luta Pela Causa De Allah (Jihad) No Islam

Na terminologia islâmica, Jihad geralmente significa “lutar com todas as suas forças”;  Essa luta ou esse esforço pode ser praticado de diversas maneiras, como por exemplo, aprender a religião e tentar viver de acordo com os seus ensinamentos, lutar consigo mesmo para disciplinar seus desejos, ensinar a religão pra outras pessoas (tabligh), e também lutar contra os inimigos de Allah quando necessário.

Quando o profeta Muhammad (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) relatou as coisas que Allah mais ama, ele também incluiu a jihad no caminho de Allah[1]. Ele também relatou que lutar contra si mesmo para controlar os próprios desejos[2], dizer a verdade frente os governantes tiranos[3], lutar com a própria vida, propriedade e retórica quando necessário[4], e honrar os próprios pais[5] também fazem parte da jihad.

De acordo com a religião islâmica, cada pessoa pode fazer a jihad de acordo com a sua capacidade. De fato, isso é expresso no Alcorão da seguinte forma: “E não cabe aos crentes partirem [para a batalha] todos de uma só vez. Pois deve haver um grupo separado de cada divisão deles [restante] para obter compreensão na religião e avisar [isto é, avisar] seu povo quando voltarem a eles que podem ser cautelosos”[6].

No Alcorão, o conceito de jihad possui diferentes significados. Por exemplo: “Portanto, não se renda aos incrédulos, mas lute diligentemente contra eles com este ‘Quran’”[7] ” Quanto àqueles que lutam em Nossa causa, nós certamente os guiaremos ao longo de Nosso Caminho. E Allah está certamente com os justos”.[8] Nesses versículos, o conceito de jihad é usado no sentido de se viver com retidão moral, de acordo com as determinações de Allah.

“Ó crentes! Marchem em frente quer seja fácil ou difícil para vocês, e lutem com sua riqueza e suas vidas pela causa de Allah. Isso é melhor para vocês, se ao menos soubessem”[9] “Aqueles hipócritas que ficaram para trás estavam satisfeitos por ficarem sentados contra a vontade do Mensageiro de Allah, detestaram esforçar arduamente com suas riquezas e vidas no caminho de Allah. E disseram: ‘Não marcheis (para o combate) no calor’. Responda (Ó  Muhammad): ‘ O Fogo do Inferno é mais severo, muito mais quente’; se pudessem compreender”[10]. Esse versículo serve para mostrar aos muçulmanos a importância da luta pela causa de Allah e quão grave é fugir da guerra.

Além disso, o objetivo da jihad contra os não-muçulmanos não é convertê-los ao Islam pelo uso da força. Isso porque a religião islâmica não permite forçar alguém a aceitar a religião[11]. Allah evidencia esta questão através do Alcorão, quando Ele nos ordena a viver e explicar o Islam da melhor maneira para as demais pessoas [12].

No Islam existem critérios para que a guerra contra os não-muçulmanos seja legítima. Estes podem ser listados como segue: Não-muçulmanos que fazem guerra contra muçulmanos[13], que praticam inimizade e estupro[14], que não permitem que os muçulmanos pratiquem sua religião[15] e que colocam em risco a vida e propriedades dos muçulmanos[16].

Como podemos ver, embora a jihad seja um conceito altamente valorizado e incentivado no Islam, não se trata apenas de travar guerras contra os não-muçulmanos. Na verdade, a jihad pela guerra ocupa um pequeno lugar na tradição islâmica. Por outro lado, todos os esforços para melhorar a própria vida religiosa, para apresentar o Islam as pessoas e para tornar o mundo um lugar melhor estão dentro do escopo da jihad. Os esforços voluntários para “curar a si mesmo, o mundo e a sociedade” são considerados mais valiosos do que a “jihad forçada através da guerra”.


[1] Al-Bukhari, Times of prayers,5.
[2] Tirmidhi, The Book on Virtues of Jihad,2.
[3] Battles (Kitab Al-Malahim), 17
[4] Ahmad ibn Hanbal, Musnad, III, 124.
[5] Al-Bukhari, fighting for the cause of Allah(jihad), 138.
[6] At-Tawbah, 122.
[7] Al-Furqan, 52.
[8] Al- ‘Ankabut , 69.
[9] At-Tawbah, 41.
[10] At-Tawbah, 81.
[11] Al-Baqarah, 256.
[12] Al-Nahl, 125.
[13] At-Tawbah,36.
[14] Al-Baqarah, 193.
[15] Al-Hajj, 39-40.
[16] Al-Baqarah,190.