Free Porn
xbporn

buy twitter followers
uk escorts escort
liverpool escort
buy instagram followers
HomeVida Social no IslãTeblik (Divulgação) e Trabalho Missionário No Islam

Teblik (Divulgação) e Trabalho Missionário No Islam

Missionário é um termo popularmente usado no cristianismo. Refere-se a atividades sistemáticas para difundir a religião. Na fé cristã, a fonte desta formação baseia-se nos textos do Novo Testamento[1]. Não há missionários no Islam. Em fontes islâmicas, a propagação da religião é assegurada por “tablik” (divulgação) [2].

Em algumas sociedades, o teblik e o trabalho missionário têm o mesmo significado. Embora ambos pretendam convidar para a religião, existem algumas diferenças entre eles. Algumas das diferenças entre a obra missionária cristã e o teblik são as seguintes:

  • -Ao serviço do Islam, os princípios não são comprometidos a fim de se obterem resultados. Paulo, que é aceito como o fundador do trabalho missionário, define como fazer o trabalho missionário da seguinte forma: “Sou livre, não sou um escravo de ninguém. Mas para ganhar mais pessoas, tornei-me escravo de todos. Para ganhar os judeus, tratei os judeus como judeus. Para ganhar aqueles que estavam sob a lei, tratei-os como se estivesse sob a lei, embora eu próprio não estivesse sob o controlo da lei sagrada. Não sou uma pessoa que não tem a lei de Deus, estou sob a lei de Cristo, mas para ganhar aqueles que não têm a lei, fingi que não tinha a lei. Para ganhar os fracos, tornei-me fraco com eles. Tornei-me tudo para todos os homens a fim de salvar alguns por qualquer meio necessário”[3] Os métodos aqui mencionados não são utilizados no teblik. A expressão “por qualquer meio necessário” é incompatível com o Islam, uma vez que também pode ser entendida como “compulsão”. A expressão “Não há compulsão na religião” no 256º verso de Surat al-Baqarah mostra que as pessoas que não se convertem ao Islam não podem ser pressionadas ou forçadas.
  • No trabalho missionário, apenas um grupo de pessoas especialmente treinadas para este fim empreendem esta missão e convidam as pessoas à religião. No Islam, por outro lado, o dever é de convidar à religião e ao bem e de prevenir as pessoas de cometerem o mal. Portanto, teblik é ordenado a todos os muçulmanos[4], não a um determinado grupo.
  • O trabalho missionário e o teblik constituem muitas diferenças em si mesmos, e de acordo com o Islam os dois são considerados completamente diferentes.

Allah declarou que aqueles que se comportam de uma forma dura e rude não terão ninguém à sua volta[5]. Além disso, o estilo que o comunicador (a pessoa que faz o Teblik) deve adoptar é também ensinado em pormenor em muitos versos do Alcorão; é pormenorizado como belo discurso[6], discurso apropriado e positivo[7], discurso equilibrado[8], discurso firme e correcto[9], discurso agradável[10], discurso suave e útil[11], discurso respeitoso[12], discurso claro e eficaz[13] e discurso facilitador[14].


[1] Mateus, 28/19-20; Marcos, 16/15; Atos, 1/8
[2] Al-Ma’idah/99
Profeta Muhammad (que a Paz e Bênçãos estejam sobre ele) disse: “Mesmo que haja um verso do Alcorão expresso por mim, transmita-o às pessoas”… (Bukhari, Enbiyâ, 50; Tirmizî, İlim, 13/2669; Dârimî, Mukaddime, 46; Ahmed, II, 159, 202, 214)
[3] Primeira Carta aos Coríntios, 9/19-22
[4] “Que haja entre vós um povo que invoque os outros para o bem, recomendando o que é bom e proibindo que é o mal” (Al-Imran 104).
[5] Al-Imran 159.
[6]Al-Israh ;Al- Baqarah/83.
[7] Al- Baqarah /263.
[8] Al-An’am/112.
[9]Al-Ahzab/70.
[10] Al-Hajj/24.
[11] Taha/44.
[12] Al-Israh /23.
[13] An-Nisa/63.
[14] Al-Israh /28.